Sonho com tantas coisas simples e diversas vezes já me refugiei da realidade nesses "lugares" criados pela vontade e pela imaginação. É lá que apenas o Bom e o Belo existem e a miséria, o desrespeito, a ignorância, o preconceito e a maldade deixam de ter vez.
Levo também pra esse mundo as músicas, porque acredito que elas são uma forma de ligação com O Mundo Superior, seja ele como quer que você o imagine. Ah, as músicas das quais falo são as que tocam a alma, as que já existiam antes que alguém as "percebesse" e as tocasse; você reconhece essas músicas? elas te falam ao espírito e ao coração? se sim, então somos iguais; se não, bem, o mundo é feito de diferenças!!

domingo, 9 de setembro de 2012

Estes Homens Inesquecíveis e Seus Filmes Maravilhosos!

       O que há em comum entre a Sétima Arte e as mulheres? A meu ver, são o bom gosto em termos de beleza plástica masculina, a capacidade de reconhecer o carisma, os olhares e sorrisos cativantes que marcam definitivamente o personagem e roubam o coração de fãs em todo o globo. Basta dar uma olhada nos cartazes de filmes antigos e novos, independentemente de terem feito ou não sucesso de bilheteria, praticamente todos eles têm um rosto bonito, claro que levando-se em consideração o momento em que o filme é feito, depois de alguns anos a referência de beleza pode mudar, mas algumas belezas são eternas. Um bom exemplo desse fato é Paul Newman! Mas claro que há outros, muitos outros....
        Precisava escolher de que forma seria feita a seleção, se por meio do filme ou do ator, escolhi falar do filme e então incluir o ator, sei que são muitos filmes maravilhosos em que atuam atores belíssimos, mas se eu fosse escolher os atores e daí os filmes, a lista seria imensa e não entrariam apenas os filmes que amo! Então vamos lá.


        Um dos filmes que eu assistia na infância, na Sessão da Tarde (na época  longínqua em que filmes bons eram apresentados!) e que eu amava era "O Milagre", de 1959 (já falei dele aqui no blog, mas pra quem não leu...) o filme é ambientado na Espanha, início do Século 19, era napoleônica. Era a estória de amor entre um capitão inglês e uma noviça, ele vai à guerra e ela sai à sua procura, então o impossível acontece: Uma imagem que fica no pátio do Convento cria vida, desce do pedestal e ocupa o lugar da Noviça. Durante todo tempo que dura sua busca ela conhece e transforma a vida de outros homens, dois ciganos e um toureiro; romance, tragédia e renúncia são uma presença bastante forte no filme, que é lindo, uma daquelas estórias que arrancam lágrimas (até de uma criança). O ator principal era Roger Moore, então com 32 anos, ele estava belíssimo, eu era apaixonada por aquela perfeição de traços. Pra quem, assim como eu, adora romance, clássicos e filmes baseados em fatos Históricos este é perfeito.



           Outro filme marcante  e que foi vencedor de 4 Oscars, incluindo Melhor Canção Original e Melhor Trilha Sonora, foi "Butch Cassidy and Sundance Kid", de 1969, com Paul Newman e Robert Redford, dois dos mais belos e competentes atores que já passaram por Hollywood. O filme é um faroeste, um clássico que mistura aventura, romance e comédia, ao contar a história verídica de dois apaixonantes ladrões de banco e de trens. Sensibilidade e beleza estão presentes do início ao final do filme, a eterna cena onde Butch e Etta saem na bicicleta é poesia pura, é uma das grandes cenas do Cinema! Mais um filme que nos leva às lágrimas.


video
Uma das mais belas e sensíveis cenas do cinema, Butch e Etta na bicicleta!


         O filme "Coração Valente" de 1995, ganhador de 5 Oscars, foi dirigido e estrelado por Mel Gibson, é um filme que mostra a batalha pela independência da Escócia do século XIII. O filme fala de paixão, traição, mas principalmente de coragem. A esposa de Willian Wallace é violentada e brutalmente assassinada pelas tropas inglesas, começa então sua busca por vingança, que rapidamente se transforma em luta pela liberdade da Escócia, ele se transforma em lenda, inspirando os cidadãos comuns a pegarem em armas e participarem dessa guerra que mudou o destino do País. 

        Um filme que não trouxe tragédias, mas unicamente romance foi "Pretty Woman", de 1990, é a eterna estória do Conto de Fadas, da Gata Borralheira que conhece e se apaixona pelo príncipe de seus sonhos. O filme conta a estória de uma prostituta que é contratada por um milionário, Richard Gere, para acompanhá-lo em compromissos sociais. Os dois acabam se envolvendo e daí nascem  a cumplicidade, a amizade e um imenso carinho. Acho linda a cena em que ele a leva a para assistir La Traviata e ela se emociona com aquele espetáculo maravilhoso, creio que é naquele momento que ele se percebe apaixonado! Mas existe o preconceito, pessoal e de terceiros, e é contra esse preconceito que eles lutam até que ele chega com seu "cavalo" branco, sua espada e flores para resgatá-la da torre!


        Um outro filme que amo, por sinal já fiz um post sobre ele, mas não podia deixar de citá-lo hoje, "The Phantom Of The Ópera", de 2005, é a estória sobre um amor impossível, entre a Bela e a Fera, fera que usa uma máscara para encobrir um rosto deformado, que é levada a ser cruel pelas circunstâncias e adversidades da vida, que tem um amor imenso dentro de si e quer acima de tudo ver a felicidade da mulher amada. O filme mostra a maldade e o desprezo com que foi criado desde a infância, a solidão e o sofrimento do personagem principal, Erik, representado maravilhosamente bem por Gerard Butler, a obsessão por sua protegida, as crueldades cometidas, acreditando ele, justificadas por esse amor, os bons sentimentos de Erik são totalmente voltados para sua amada, é para ela que ele compõe suas óperas, é por ela que ele vive escondido nos subterrâneos da Ópera de Paris. É uma obra prima, e não tenho a menor dúvida em afirmar ser o melhor musical que já assisti. 
video


       Há muitos, muitos outros filmes sobre os quais eu gostaria de falar, mas o post ficaria muito mais extenso, deixo esses 5 títulos que amo, com atores que eternizaram os personagens (ou com personagens que eternizaram os atores?) e que sempre serão lembrados assim, jovens e belos, independentemente de quantos anos se passem. 
         Roseli, Léia e Glória (sumida, rsrsr) adoro receber as visitas de vocês e ler os comentários carinhosos deixados, a quem leu e não comentou também meu muito obrigada, espero que tenham gostado e voltem mais vezes, é sempre muito bom poder compartilhar pensamentos! 
         Beijos e uma semana de sonhos a todos!!!

5 comentários:

  1. Oi, Nadja!

    Não conheço os primeiros filmes que vc citou, mas “Coração Valente” é realmente um belíssimo filme!!! Nossa, é tão triste, a gente quase se acaba de chorar, mas há tanto amor, lealdade, coragem!

    Pretty Woman é outro estilo, do tipo de sonho de qualquer garota de programa, que imagina um dia encontrar um ‘príncipe’ rico e bonito que a tire daquela vida, que enfrente os preconceitos da sociedade, amando-a incondicionalmente. Confesso, o romance é bonito no filme, mas não concordo com a prostituição como meio de ganhar a vida, pois sei que dela vem a destruição de muitos lares. Sabe, uma coisa que eu tento com todas as forças na minha vida é não ter preconceitos, nem superstições, pois penso que são coisas que só atrasam a nossa vida. Se alguém me fala que dá azar passar embaixo de escada, aí é que eu passo, para não me deixar entrar nessa barca furada. Contudo, infelizmente, um preconceito que eu tenho é quanto a pessoas que cobiçam outras já compromissadas. Acho que tem tanta gente no mundo, quer encontrar alguém, saía, vá a lugares em que vc possa encontrar pessoas livres e bacanas, não é preciso ‘fisgar’ aquele/a que já tem compromisso com outrem. Sabe, nunca fui traída (não que eu saiba), mas eu acho tão horroroso isso. E a prostituição é um meio para a traição, é como oferecer uma maçã envenenada a um faminto. Então, sou extremamente contra a prostituição. E o meu preconceito vai além: não consigo achar que alguém que ‘roubou’ o namorado/a de outra/o seja capaz de fazer o bem, sem essa de que ‘o amor aconteceu’ – se aconteceu, então primeiro se desvincule do seu relacionamento, não faça aquele que está contigo ser feito de idiota, não faça aos outros aquilo que vc não gostaria que fizessem contigo. Sei que é um preconceito meu, poderia escrever muito sobre isso, mas não é o tema aqui proposto, só resolvi mencionar para frisar que o casal, no filme, é simpático; mas na vida real é diferente.

    Já o Fantasma da Ópera é um dos mais belos filmes que eu já assisti! E a interpretação do Gerard Butler é magistral, estupenda, fenomenal!!! Apesar do Erik ser a fera, a sua história de sofrimento, solidão, medo, amor nos faz torcer por ele, por seu restabelecimento. Acho que é exatamente pelo fato do Erik mostrar-se tão ‘humano’ que nos apegamos a ele, afinal ele passa por sofrimentos durante toda a sua vida, sente-se perdido, fragilizado e, então, encontra uma pessoa que faz o seu coração pulsar mais forte, faz os seus lábios sorriem, uma musa que dá inspiração aquilo que de melhor ele conhece: a música. Como não compreender o Erik, como não amá-lo?

    Deixo aqui um sugestão de filme para ti: “Amor além da vida” – é muito lindo, amiga, muito mesmo, acho que vc vai amar tb!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Nadja minha doce e sensivel amiga,(sensivel de alma,espirito,coração)hoje você me pegou de cheio na veia romântica selecionando esses filmes com os atores mais charmosos da tão saudadosa época (minha época)faltou o Dr Jivago belissimo filme com Omar Shariff,lindos e penetrantes olhos,mas a cereja dessas delícias é sem dúvida Fhantom the Ópera com nosso Gerry,carismático,olhar que penetra a alma tão forte e magnetizador que me vi enlevada hipnotizada e completamente apaixonada,não vi o seu rosto,apenas aquele olhar que me seduziu.Amiga querida eu amo filmes antigos e hoje você me fez voltar num tempo em que dia de domingo ia ao matinê e um domingo desses assisti Butch and Cassidy com Newman e Redford dois pães de primeira,duas paixões de adolescente.Mais uma vêz você me emocionou,bons tempos,ótimos filmes.TE AMUUUUUUUU BEIJO GRANDE

    ResponderExcluir
  3. Nossa.... vc me fez lembrar das tardes assistindo Sessão da Tarde... era muito bommmm! Assisti a todos que citou, todos maravilhosos e excelente qualidade! Adorei o post!!! Beijossss

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia esse filme, O Milagre. Vou tentar achá-lo para download. Achei a sinopse linda e o Roger Moore, com seus 32 anos, uma perfeição. Eu adorava os filmes dele. Paul Newman eternamente maravilhoso com aqueles olhos azul-piscina...(suspiros). A triha de Burt Bacharat em Butch and Cassidy foi demais. Richard Gere e Mel Gibson, grande atores em grandes e inesquecíveis filmes. Agora, como o nosso eterno fantasma da ópera, o Gerard Butler, nao tem igual. Tu bem sabes que sou suspeita de falar, mas, como tu mesma disseste, foi um dos melhores musicais que já vi no cinema.
    Termino o meu comentário suspirosa, depois de ler o teu post e relembrar esses homens divinos e seu personagens carismáticos.
    Mil beijinhos, minha amiga mui amada!

    ResponderExcluir
  5. Nadja que alegria te ver com mais frequencia no blog, como sempre estou amando os post e esse em especial me arrepiou de siricuticos... kkk vendo tantos homens lindos em estórias romanticas, me deixa aguada. Alguns dos filmes não tive a oportunidade de assistir, mas já anotei para encontrá-los.
    Bom como você mesma disse são inúmeras indicações se for citar todos ficariamos vesgas...kkk Mas não posso deixar de falar da última opção do filme O Fantásma da Ópera com o irrestivel,poderoso e estrelando com toda categoria nossa obsessão Gerard Butler o causador de suspiros que ficará eterno em nossos corações e se perpetuará entre nossas gerações.
    Queria citar outros títulos, mas quando falo do Gerry as idéias somem o tico e o teco ficam atordoados e teimosos em pensar só nele... kkk
    Então vou ali tomar uma água, lavar o rosto me recompor e aguardar anciosa pelo próximo post.

    Beijões querida!

    ResponderExcluir

GOSTOU DO QUE LEU? ENTÃO COMENTE.